Proposta de mudança da embaixada brasileira em Israel divide governo

Desde que Bolsonaro anunciou a transferência da embaixada de Tel Aviv para Jerusalém, instalou-se a polêmica

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Durante a campanha eleitoral de outubro de 2018, o atual presidente Jair Bolsonaro colocou como prioridade a aproximação com Israel e Estados Unidos. Uma das propostas colocadas em questão consiste em transferir a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém.

O governo, no entanto, encontra-se dividido, pois o vice-presidente e os ministros da defesa e agricultura são contra a mudança devido a implicações econômicas. Importadores de produtos alimentícios também não apoiam o plano pelos mesmos motivos. Rubens Barbosa questiona: “Como evitar um desgaste desnecessário com Israel se essa medida for tomada e como evitar perda significativa para o agronegócio nessa hipótese?”.

O embaixador cita a história brasileira, a antiga relação do país com Israel, e aponta outras alternativas que deveriam ser consideradas para evitar problemas diplomáticos. “A defesa do interesse brasileiro deve ficar acima dos interesses ideológicos”.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados