Proibir canudos e sacolas plásticas não resolve poluição ambiental

Alexander Turra, especialista em ecologia marinha, chama atenção para a variedade do lixo nos mares e oceanos

  • 2,5K
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Canudos de plástico foram proibidos em bares, lanchonetes, padarias, restaurantes e quiosques da cidade do Rio de Janeiro. No Chile, as sacolas plásticas serão banidas, pouco a pouco, de lojas e supermercados.

Porém, na análise do cientista Alexander Turra, as medidas são insuficientes para combater a poluição marinha. “Essa questão é bastante complexa e remete a uma visão mais sistêmica do problema”, pondera o professor do Instituto Oceanográfico da USP.

“Se essa discussão parar nas sacolas e nos canudos, o problema do lixo nos mares nunca vai acabar.”

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 2,5K
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados