Professor explica causas da nevasca no Saara

Fenômeno atingiu região conhecida como “porta de entrada” do terceiro maior deserto do mundo

No início de janeiro, uma rara massa de ar gelado atingiu a cidade de Ain Sefra, no norte da Argélia, fazendo nevar no deserto do  Saara. Conhecida por ser palco das maiores temperaturas já registradas no globo, desde que se iniciaram as medições meteorológicas foi a 4ª vez que uma nevasca atingiu a região.

O fenômeno não foi registrado apenas pelos radares. Fotógrafos conseguiram imagens da bela paisagem formada pela neve em contato com a areia — que pouco durou por conta da chegada do dia e aumento da temperatura.

Para explicar os motivos da nevasca, a Rádio USP conversou com Augusto José Pereira Filho — especialista em meteorologia e livre-docente pelo Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP.

Ouça acima o áudio da entrevista.

 

Textos relacionados