Privatização dos Correios não será benéfica para o País

Pesquisador do setor aponta que empresa cumpre papel estratégico na integração logística do Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Os Correios têm registrado déficit desde 2013, com a crise econômica. Diante disso, ressurgiu a ideia, no governo, da privatização da empresa. No entanto, para o mestre em Geografia Humana pela USP, Igor Venceslau, a estatal de serviço postal não pode ser privatizada por questão conjuntural.

O pesquisador afirma que os Correios têm a responsabilidade social de integração nacional e de garantia da soberania.

Ademais, Venceslau aponta que o serviço da empresa é bem avaliado pela União Postal Universal e que a privatização fere o princípio da universalidade dos correios. Isso se dá porque tal processo resultaria no fechamento de agências em cidades pequenas.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo ( FM 93.7), em Ribeirão Preto( FM 107.9), pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados