Presidente eleito enfrenta cenário político internacional desfavorável

O mundo está em crise multilateral na Organização das Nações Unidas (ONU), na Organização Mundial do Comércio (OMC), além das ameaças entre China e EUA

 

O cenário internacional que o novo presidente vai encontrar quando assumir a Presidência em janeiro é o tema analisado pelo embaixador Rubens Barbosa, na edição de hoje. Temos dois grandes desafios, de acordo com o embaixador: como inserir o Brasil novamente nos fluxos dinâmicos da economia global e como voltar a fortalecer a voz do País no cenário internacional.

Para Barbosa, o Brasil ainda não está preparado para enfrentar as grandes transformações por que passa o cenário internacional. “Os conceitos e ideias que defendemos estão superados. Não houve uma renovação do pensamento estratégico, o que nos isola das negociações comerciais, além de estarmos atrasados em inovação e tecnologia. Perdemos poder, perdemos influência, perdemos o espaço no comércio internacional e crescemos muito menos que os outros países em desenvolvimento.”

Ouça no link acima a íntegra da coluna Diplomacia e Interesse Nacional.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.