Por que probióticos são prescritos em tratamento com antimicrobianos?

Micro-organismos presentes no trato intestinal participam dos processos fermentativos dos alimentos, entre outas funções

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os antibióticos são potentes para combater bactérias perigosas, mas a microbiota intestinal pode ser desequilibrada e trazer outros problemas de saúde. O boletim Pílula Farmacêutica desta semana explica por que o uso de probióticos tem sido prescrito para reverter esse desequilíbrio.

Probióticos são micro-organismos vivos que, em determinada concentração, acredita-se  poderem atuar de forma positiva no trato intestinal. Esses micro-organismos participam dos processos fermentativos dos alimentos, entre outas funções. Por isso, seu uso costuma ser recomendado pelo médico juntamente com o tratamento com antibióticos, buscando minimizar efeitos como a diarreia, que pode diminuir a eficácia do antimicrobiano. Para pacientes com diabete, ter a microbiota saudável é ainda mais fundamental, pois o desequilíbrio na flora intestinal nesses pacientes pode desencadear processos inflamatórios que aumentam a resistência da insulina.

Apesar disso, alguns estudos recentes questionam do uso generalizado dos probióticos, sugerindo que fatores genéticos podem ser determinantes na composição da microbiota.

Ouça acima, na íntegra, o boletim Pílula Farmacêutica.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •