Pontos escuros na visão são queixas frequentes nos consultórios

Apesar do desconforto, pontos não representam risco à saúde dos olhos

Nesta edição, o professor Eduardo Rocha fala sobre a frequente sensação de moscas voando na frente dos olhos com a chegada das chuvas. Ele conta que “os pequenos pontinhos escuros que não param de se mexer, principalmente em ambientes iluminados, são queixas comuns nos consultórios”. Esses casos podem se manifestar em um ou nos dois olhos e são “pequenas opacidades que se acumulam na câmara vítrea, a parte branca dos olhos”.

Com a entrada de luz, os pontos projetam sombras na retina, o que dá a sensação de que, na verdade, são moscas pairando sobre os olhos. De acordo com o professor “o caso não representa uma doença ou risco para a saúde dos olhos, pois há a possibilidade de o paciente conviver com o problema por toda a vida e, algumas vezes, os pontos se dissolvem sozinhos”. 

Ouça no link acima a íntegra da coluna Fique de Olho.

 


Fique de Olho
A coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha, vai ao ar toda quarta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.