Poluição no mundo preocupa cada vez mais

A ONU pretende discutir o tema com base em novas evidências extraídas de pesquisas científicas

Dados recentes de pesquisas científicas vêm a confirmar que a poluição no mundo mata mais do que acidentes de trânsito. “Em escala global, estimam-se que mais de 7 milhões de pessoas morram anualmente e de forma premeditada por causa da poluição”, diz Saldiva, acrescentando que 600 mil dessas mortes são de crianças. Na cidade de São Paulo, mais de 4 mil pessoas morrem prematuramente, por ano, pelo mesmo motivo; no Brasil, são cerca de 50 mil mortes, dados que rivalizam com os registros de ocorrências fatais no trânsito.

O fato é que o problema da poluição é complexo e exige soluções que fogem do estrito âmbito da saúde. Cada vez mais preocupada com a situação da poluição no mundo, a ONU pretende discutir o assunto num encontro que contará também com a participação de cientistas e pesquisadores da Universidade de São Paulo. Acompanhe, pelo link acima, a íntegra do comentário do professor Paulo Saldiva.


Saúde e Meio Ambiente
A coluna Saúde e Meio Ambiente, com o professor Paulo Saldiva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •