Política e poder têm influência no cumprimento das Leis

No Brasil, a lei muitas vezes não é seguida, principalmente para os ricos e poderosos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Reflexão Econômica desta semana, o professor Luciano Nakabashi comenta sobre a relação entre as decisões do  STF e da Lava Jato e a economia. E fala que diversos elementos relacionados e explicativos das decisões, vistas nas últimas semanas, estão sendo argumentados no sentido de que certas leis não estão sendo cumpridas.

Segundo o professor, muitas leis no Brasil não são 100% claras e dão margem para várias interpretações. Baseado nesse contexto, uma parte da economia, chamada de economia política, estuda toda a relação de política e poder.

Nakabashi fala que, por mais que se tenha o discurso de que as leis não estão sendo cumpridas, na realidade, existe uma grande briga de poderes. No Brasil, a lei muitas vezes não é seguida, principalmente para os poderosos, que se aproveitam de brechas e das duplas interpretações para não serem punidos.

“Quando a Lava Jato, uma coisa que a gente nunca viu no Brasil, começa a incomodar, a pegar os ricos e poderosos e colocar na prisão, a lei tem que ser cumprida, então são dois pesos e duas medidas”, afirma.  Para Nakabashi, a reflexão está em porque não existe uma democracia de fato, e as leis servem sobretudo para quem tem poder. “A gente tem que evoluir muito para que a gente tenha um país que seja mais justo econômico e socialmente”, conclui.

Ouça acima na íntegra a coluna Reflexão Econômica.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados