Plataforma Pró-Municípios do IPT oferece curso sobre turismo

Parceria possibilita que os gestores municipais aprendam planejamento e análise de prioridades para turismo

jorusp

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) recebeu representantes de 16 municípios do Estado para o curso Como investir no turismo do meu município?, que capacita prefeituras para receber e utilizar de forma consciente os recursos estaduais destinados ao turismo. O curso, oferecido no âmbito da Plataforma Pró-Municípios, uma ferramenta que auxilia gestores públicos com conhecimento técnico em engenharia e tecnologia, oferece cursos e apoia o planejamento, a gestão e execução de políticas públicas. A iniciativa é uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo.

Instituto de Pesquisas Tecnólogicas (IPT) na USP. Foto: Icaro Limaverde/Estadão Conteúdo/AE

O Jornal da USP no Ar conversou sobre o assunto com Priscilla Argentin, pesquisadora do Laboratório de Recursos Hídricos e Avaliação Geoambiental do IPT. Ela relata que a parceria se estabeleceu quando a Secretaria de Turismo entrou em contato com o instituto, apontando dificuldades dos chamados municípios de interesse turístico (MIT), que recebem verba especial após apresentarem projeto de gastos voltado ao turismo, sem saber como investir esse dinheiro de maneira a surtir o efeito desejado.

A maior dificuldade encontrada durante o curso, segundo Priscilla, foi determinar a prioridade dos municípios, de acordo com a vocação e as condições pré-existentes de cada um. Além disso, o curso ofereceu instrução quanto à questão do planejamento, com a determinação de objetivos de longo, médio e de curto prazo, o estabelecimento de calendários para sua realização, além do cuidado para que não haja problema com os sistemas básicos, como saneamento e coleta de lixo.

Ela frisa a busca por criar destinos turísticos inteligentes nesses municípios, ou seja, destinos que integrem turismo e tecnologia para promover visitas mais acessíveis e de maior qualidade. O modelo mundial desse tipo de integração é a Espanha, enquanto no Brasil existem apenas alguns pontos em São Paulo e Curitiba.

Dentre os municípios com vocação para o Ecoturismo, que são numerosos no País, a especialista destaca que o esforço vai na direção de orientar o uso dos recursos naturais sem destruí-los, levando sempre em conta a questão da preservação. O curso ainda habilita os gestores a repassarem o que aprenderam à cidade, para que seja promovida a conscientização tanto dos habitantes quanto dos turistas.

Existem 140 MIT e 70 estâncias turísticas que podem se beneficiar dos conteúdos apresentados no curso, que é realizado anualmente. A plataforma em que o curso é disponibilizado busca também trazer respostas rápidas para as prefeituras que não contam com todos os profissionais, oferecendo orientações dos técnicos do IPT. Planeja-se também oferecer cursos fora da capital durante o próximo ano.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 9
  •  
  •  
  •  
  •