Pesquisadores da USP criam norma técnica para sustentabilidade urbana no Brasil

Adaptação da ISO internacional, a NBR ISO 37120:2017 traz conjunto de indicadores para direcionar cidades na busca por sustentabilidade e qualidade de vida

 04/11/2020 - Publicado há 1 ano
Cidades Inteligentes e Sustentabilidade Urbana são discutidos em evento da USP e Consulado da Dinamarca – Ilustração via prefeitos e gestões

O programa Ambiente É o Meio desta semana conversa com o professor Alex Abiko, do Departamento de Engenharia de Construção Civil (PCC) da Escola Politécnica (Poli) da USP, sobre a NBR ISO 37120:2017, primeira norma técnica brasileira sobre comunidades sustentáveis.

A NBR é uma tradução, adaptada para o contexto nacional, da norma internacional ISO 37120:2014, Desenvolvimento Sustentável de Comunidades – Indicadores de serviços municipais e qualidade de vida. Esta ISO define um conjunto de indicadores relacionados à sustentabilidade urbana para direcionar e medir o desempenho dos serviços municipais e a qualidade de vida. A tradução foi realizada pela Comissão de Estudos Especiais 268 da ABNT, com a coordenação do professor Abiko. 

Alex Abiko, professor titular da Escola Politécnica da USP – Foto: Assessoria Poli/USP

A iniciativa de criar uma norma brasileira para construções sustentáveis surgiu da pesquisa de Iara Negreiros para seu doutorado, sob orientação do professor Abiko, no Departamento de Engenharia de Construção Civil da Poli. E o próprio Abiko conta que a ideia foi desenvolver indicadores que pudessem ser utilizados para monitorar o desempenho das cidades no contexto da sustentabilidade. Assim, “cada cidade pode também acompanhar o próprio progresso ao longo do tempo. Além de colocar metas para a gestão pública”, diz o professor. 

A norma, afirma Abiko, contém 100 indicadores de sustentabilidade urbana, distribuídos em aspectos como a questão ambiental e os desenvolvimentos econômico, social e tecnológico. A ideia não é estabelecer padrões, mas oferecer às cidades e empresas de construção civil subsídios para avaliar “uma série de atributos que deverão ou deveriam ter”, assegura.

Ouça no player acima o programa  Ambiente É o Meio na íntegra. 

 

Leia mais: A contribuição da normalização técnica para as cidades inteligentes


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.