Pesquisadora fala sobre telenovela e os seus aspectos estéticos e histórico-culturais

“O telespectador se identifica e se conecta com as tramas e os fatos do seu cotidiano, revivendo o que eles são ou foram, e se projetem”, afirma a pesquisadora

Nesta edição, o professor Ricardo Alexino Ferreira entrevista a socióloga Maria Immacolata Vassallo de Lopes, professora sênior do Departamento de Comunicações e Artes da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, sobre a telenovela e suas mediações.

Maria Immacolata é presidente da Associação Ibero-Americana de Comunicação (Assibercom); editora da revista Matrizes; cocoordenadora do Observatório Ibero-Americano da Ficção Televisiva (Obitel); coordenadora da Rede Obitel Brasil de Pesquisadores da Ficção Televisiva e coordenadora do Centro de Estudos de Telenovela (CETVN/ECA-USP).

De acordo com Immacolata, a telenovela é um dos gêneros mais tradicionais da América Latina. “Sua apropriação da realidade faz com que os espectadores se identifiquem e conectem as tramas a fatos do seu cotidiano. Revivam o que elas são ou foram, e se projetem”, avalia.

A professora é autora dos livros Por uma teoria de fãs da ficção televisiva brasileira (Editora Sulina); Pesquisa em Comunicação (Editora Loyola); Pesquisa em Comunicação: Formulação de um modelo metodológico (Editora Loyola); O rádio dos pobres: Comunicação de massa, ideologia e marginalidade social (Editora Loyola), dentre outras obras.


Diversidade em Ciência

O Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica voltado para as ciências das diversidades e direitos humanos, e vai ao ar toda segunda-feira, às 13 horas, com reapresentações às terças-feiras, às duas horas da manhã, e aos sábados, às 14 horas, com direção e apresentação do jornalista e professor da ECA-USP e membro da Comissão de Direitos Humanos da USP, Ricardo Alexino Ferreira, e operação de áudio de João Carlos Megale.

O Diversidade em Ciência é gravado nos estúdios do Departamento de Comunicações e Artes/Educomunicação, da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

A Rádio USP-FM pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP ou pelo link http://jornal.usp.br/radio/

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.