Pesquisa busca prevenir sintomas da depressão pós-parto

Colunista comenta resultados do estudo que conseguiu reduzir sintomas com acompanhamento psicossocial

Na coluna de hoje, o médico ginecologista Alexandre Faisal explica as consequências para mães e bebês da depressão pós-parto, chamada de DPP, que é “um problema de saúde pública, gravíssimo, e que impacta no desenvolvimento neuropsicomotor da criança”, segundo o especialista. Nesse sentido, a busca por meios efetivos de prevenção motivou a elaboração de uma pesquisa na Universidade de Hong Kong, que procurou avaliar uma intervenção cognitiva-comportamental e psicossocial para casais durante o período da gravidez.

O método consistia no acompanhamento profissional tanto da mulher quanto do homem, com conversas guiadas em diferentes períodos antes e depois do parto. Em seis semanas, para as mães acompanhadas de seus maridos durante a gravidez, a pesquisa foi bem-sucedida em reduzir os sintomas da DPP. “A má notícia, no entanto, é que, a prazos mais longos e apenas para os pais, esse tratamento não surtiu o efeito desejado”, conta Faisal.

Saiba mais sobre os resultados da pesquisa ouvindo a coluna na íntegra.


Saúde Feminina
A coluna Saúde Feminina, com o professor Alexandre Faisal, vai ao ar toda quinta-feira às 10h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.