Permanência de Xi Jinping não deve afetar relação brasileira com a China

A manutenção do presidente chinês não deve trazer grandes mudanças na
relação econômica e política entre os países

 07/11/2017 - Publicado há 4 anos

Após o congresso do Partido Comunista Chinês confirmar o segundo mandato do presidente Xi Jinping, pensa-se a respeito da relação da China com o Brasil, que tem no gigante asiático seu maior parceiro econômico.

O professor Gilmar Masiero, da FEA (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP), acredita que a China continuará a consumir os produtos brasileiros e que, independente do resultado das eleições presidenciais de 2018, no Brasil, essa política será mantida. Para saber mais, ouça a matéria no link acima.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.