Pedestres deviam receber mais atenção em cidades como São Paulo

No ano passado, os atropelamentos mataram mais do que os acidentes de motocicletas e bicicletas juntos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Todos os anos,  centenas de pedestres são mortos no trânsito da capital paulista. Esse cenário é fruto da falta de fiscalização e sinalização dos limites de velocidade, além da baixa qualidade das calçadas. O colunista Paulo Saldiva ainda destaca como o tempo concedido para as pessoas atravessarem as grandes avenidas é muito curto quando comparado ao que é dado aos automóveis.

De acordo com o professor, o pedestre também faz parte do trânsito e, portanto, merecia ter mais atenção da Companhia de Engenharia de Tráfego. Enquanto isso não acontece, resta a sujeição a essa circunstância “selvagem”.

Escute no link acima a íntegra da coluna Saúde e Meio Ambiente.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •