Parceria leva para a universidade problemas e desafios do mundo empresarial

O Programa Ambev On Poli-USP pretende atender às demandas acadêmicas de ensino com a visão de mercado da empresa. Os alunos deverão trabalhar na resolução de problemas reais e inovação industrial

 12/05/2021 - Publicado há 5 meses
O Programa Ambev On Poli-USP abrange todos os cursos de Engenharia da faculdade, inclusive alunos de pós-graduação – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

A Escola Politécnica (Poli) da USP e a Ambev inauguram amanhã (13) o Programa Ambev On Poli-USP, parceria focada no aprimoramento do aprendizado de estudantes de graduação. A ideia é atender às demandas acadêmicas de ensino com a visão de mercado da empresa. Os alunos deverão trabalhar na resolução de problemas reais e inovação industrial. As atividades do programa serão virtuais enquanto durar a pandemia, mas um espaço físico está em construção na Poli para atender às demandas futuras do projeto. O lançamento do programa acontece às 17h30, no canal do YouTube do Departamento de Engenharia de Produção, e contará com a presença de líderes da Poli e da Ambev.

Em entrevista ao Jornal da USP no Ar 1ª Edição, o professor Eduardo de Senzi Zancul, do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica (Poli) da USP, explica que o programa objetiva levar para a universidade os problemas e desafios reais do mundo empresarial, garantindo que os alunos possam intervir e inovar a partir da base acadêmica. O programa será focado no trabalho prático para aprimorar a formação dos alunos. “Esse programa visa a trazer elementos para fortalecimento do ensino prático aplicado nos alunos de Engenharia. E contempla uma infraestrutura  para encontro de universidade-empresa  para o desenvolvimento dos trabalhos.” O Programa Ambev On Poli-USP abrange todos os cursos de Engenharia da faculdade, inclusive alunos de pós-graduação, mas o foco são os graduandos e suas demandas: “A empresa busca na universidade alunos inspirados para trabalhar em problemas relevantes para a empresa e a sociedade”.

A engenheira Dayane Faviero de Castro, formada pela Escola de Engenharia da USP em Lorena (EEL) e coordenadora do projeto na Ambev, comenta que a empresa é consciente de seu impacto na sociedade e por isso busca constante evolução. Para isso, investe na inovação por meio da educação: “Buscamos aprendizado constante. Valorizamos muito isso no nosso time. Acreditamos que esse é o caminho para que se inove mais, além da conexão entre pessoas com habilidades diferentes e diversidade, o que a gente sabe que impulsiona a transformação e a inovação”.

A abrangência de cursos oferecidos pela Poli garante diversas visões para a resolução eficaz de problemas industriais. Um dos desafios da Ambev é a sustentabilidade e no programa os alunos terão contato com a temática e aprenderão desde a universidade a pensar e solucionar questões ambientais reais. “Os alunos podem interagir com o tema desde cedo, dentro da universidade, e já conhecer problemas reais e ter tempo de se aprimorarem em relação a isso antes de irem para o mercado. É algo que só faz com que a sociedade ganhe com isso. A Ambev tem compromisso com metas globais de sustentabilidade. Acho que é interessante introduzir o tema para os alunos”, compartilha Dayane. Os estudantes terão a oportunidade de realizar visitas técnicas quando possível, acesso a cases, palestras e workshops com profissionais da empresa, que inclusive poderão ministrar cursos extras para complementar disciplinas.

O professor Zancul informa que o programa já tem atividades piloto e, a partir do lançamento oficial, nesta quinta-feira, o projeto será intensificado. Apesar de os trabalhos começarem em espaço virtual, o programa será sediado fisicamente na Poli. Quando a pandemia permitir, os alunos terão acesso a toda a infraestrutura. “É um espaço especialmente concebido para fomentar o trabalho em equipe e multidisciplinar. Certamente vai ser um cartão de visita na nossa escola. Assim que as obras forem concluídas e a pandemia permitir, vamos iniciar as atividades presenciais. No momento, as atividades são virtuais.”


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.