Paraty passa a ser Patrimônio da Humanidade da Unesco

Localizada no litoral sul do Estado do Rio de Janeiro, a cidade é reconhecida pela cultura e natureza

O título é o primeiro sítio misto do Brasil reconhecido por sua cultura e natureza. A cidade de Paraty abriga um grande espaço histórico de casarios, mas também a presença de dois quilombos, 28 comunidades caiçaras e duas terras indígenas que passam a ser reconhecidos como Patrimônio da Humanidade pela Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.  A professora Raquel Rolnik comenta, na coluna desta semana, e alerta que o grande desafio deve ser a manutenção desse patrimônio com um plano de gestão para evitar que o turismo destrua esse bem.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Cidade para Todos.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.