“Parada LGBT é uma festa com conotação política também”

Frase é de Ricardo Sales, consultor de diversidade e pesquisador da USP, sobre evento do domingo (23)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
População LGBT deve ser representada de forma plural – Foto: Paulo Pinto via Fotos Públicas

A Parada do Orgulho LGBT de São Paulo acontece na Avenida Paulista todos os anos, no mês de junho. Este ano, o evento será no domingo, dia 23. Trata-se de um espaço em que a comunidade LGBT celebra suas conquistas e relembra suas lutas. Como contou Ricardo Sales, consultor de diversidade e pesquisador da Escola de Comunicações e Artes da USP, é um momento de festa, mas também de grande importância política.

O mês de junho como um todo, na verdade, é considerado o mês de conscientização das causas da comunidade LGBT. A escolha desse mês está relacionada a uma série de manifestações em um bar chamado Stonewall Inn, em Nova York, no ano de 1969.

No Brasil, a comunidade LGBT teve conquistas significativas na última década, entre elas, a liberação do casamento homoafetivo, a criminalização da LGBTfobia e a permissão de que casais LGBT adotem crianças. Entretanto, Sales ressalta que grande parte dessas conquistas não veio por movimentações do Legislativo ou do Executivo, mas sim do Judiciário.

Escute a matéria completa no player acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •