Pandemia prejudicou o desenvolvimento da fala das crianças

Segundo Eliana Schochar, é importante que pais e professores fiquem atentos para buscar ajuda de profissionais assim que notarem atraso na linguagem dos filhos e alunos

 Publicado: 08/10/2021
As crianças saíram de um ambiente escolar, de brincar com outras crianças, para ficar dentro de casa com os pais – USP Imagens

O impacto direto no desenvolvimento da fala de crianças foi mais um dos tantos efeitos negativos causados pela pandemia da covid-19. Mães, pais e crianças enfrentaram mudanças significativas que prejudicaram o exercício da linguagem.

Eliana Schochar, professora do Departamento de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Fofito) da Faculdade de Medicina (FM) da USP, explica ao jornal Jornal da USP no Ar 1ª Edição que existem três fatores para o desenvolvimento da fala: genética, ambiente e estimulação.

“O ambiente mudou totalmente, as crianças saíram de um ambiente escolar, de brincar com outras crianças, para ficar dentro de casa com os pais”, afirma Eliana. “Na maior parte das vezes, esses pais estavam trabalhando, então a possibilidade dessa criança ser estimulada e ter conversas em um ambiente linguístico enriquecedor ficou muito truncada pela pandemia”, acrescenta.

A professora ressalta a importância de que pais e professores se mantenham atentos aos sinais de atraso no desenvolvimento da fala. Assim, é possível procurar ajuda de um especialista o quanto antes. “Já existem pesquisas que mostram que, se os pais não demorarem para levar o filho a uma fonoaudióloga, essa criança vai se desenvolver normalmente.”

Para estimular as crianças, Eliana recomenda a leitura de livros e outras brincadeiras que envolvam linguagem e som, como dança das cadeiras.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.