Paixão pela viola caipira dá origem ao “Zé Guerreiro Quarteto”

Graduados na USP contam que iniciaram quarteto em função do convívio na Universidade

O programa Revoredo desta quinta-feira, 17 de outubro, traz entrevista com os músicos Zé Guerreiro e Tiago Brasil, graduados pelo Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP e que têm em comum o gosto pela viola caipira. A convivência entre os colegas de turma deu origem ao Zé Guerreiro Quarteto, composto também pelos músicos Rafael Ramos e Ricardo Perez.

Além de músico, Zé Guerreiro é violeiro, pesquisador e compositor. Com graduação em viola caipira, suas obras são inspiradas na sonoridade do campo e na vivência e contato com a natureza. Já Tiago Brasil é licenciado em música com especialização na atuação da viola caipira dentro da Folia de Reis. 

A dupla conta que tocam juntos desde a graduação e que, graças ao convívio, hoje fazem parte de um quarteto que relembra a trajetória da música instrumental de viola, desde as primeiras composições até violeiros contemporâneos. “Tivemos um entrosamento muito forte devido à aproximação com a viola caipira”.

Durante o programa, os músicos fazem análises técnicas e interpretam obras de violeiros renomados como Gedeão da Viola e Tião Carreiro. Compõem a musicalidade do programa as músicas: Pau Brasil; Toque Aranhado; Assanhadinha; Visita ao Nordeste; Rio de Lágrimas e Cidade Morena

Revoredo é produzido e apresentado pelo maestro José Gustavo Julião de Camargo, do Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, com trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.