Os benefícios oferecidos pelo manejo sustentável de pragas

O método oferece à população vantagens desde o âmbito ambiental até o social

  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
Colônia com fêmeas e ninfas de ortézia dos citros – Foto: Romulo Carvalho/Embrapa

Com todos os problemas que o planeta tem enfrentado devido à degradação em seu ecossistema, novas ferramentas se fazem necessárias para recuperar ou diminuir danos. Com isso, o manejo sustentável de pragas tem sido amplamente utilizado no agronegócio. José Otávio Menten, professor da  Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), caracteriza esse método como “eficiente e durável” e explica mais essa prática.

Entre os métodos envolvidos no manejo, há os físicos, biológicos, legislativos, genético, cultural e químico. Apesar de o nome nos remeter a algo natural, há, em alguns casos, a utilização de agrotóxicos. Por outro lado, não será necessário o uso de pesticidas se as outras técnicas forem utilizadas de maneira efetiva. O verdadeiro objetivo do manejo sustentável de pragas é manter uma área aproveitável por um longo período de tempo.

Por fim, o professor destaca as vantagens que tal atividade pode trazer em três âmbitos: social, ambiental e econômico. As boas práticas agrícolas devem gerar empregos, não degradar o meio ambiente e também gerar renda para os proprietários e empreendedores rurais, sejam eles pequenos ou grandes.

Ouça na íntegra no áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados