O que fazer com os alimentos depois de voltar do mercado

Bernadette Gombossy de Melo diz que todos os alimentos devem ser rigorosamente higienizados, inclusive em solução com hipoclorito de sódio

Higienizar os alimentos antes de consumi-los é cuidar da saúde, é evitar a disseminação de doenças. Em um momento de pandemia, essa prática se faz ainda mais importante. A pesquisadora Bernadette Gombossy de Melo, do Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC), conta para o Jornal da USP no Ar qual a melhor forma de realizar tal higienização e evitar a propagação do coronavírus.

Apesar das recomendações de distanciamento social, ir a padarias, mercearias ou mercados para comprar mantimentos é inevitável. Portanto, neste momento, os primeiros cuidados já devem ser tomados: higienizar as mãos antes de sair, assim que retornar e caso toque em algum objeto; utilizar máscara; manter distância das outras pessoas.

Ao retornar, “antes de entrar em casa e manusear as compras, lava-se novamente as mãos, põe-se as compras em uma determinada área e, então, absolutamente tudo deve ser higienizado”, explica a pesquisadora. A limpeza dos alimentos deve ocorrer da seguinte forma, ainda segundo Bernadette: “Primeiro [deve-se lavar] com água corrente para a remoção do material orgânico. Então, mergulhar em uma solução de água sanitária apenas com hipoclorito de sódio. Por fim, água corrente de novo para remover o cloro”. Todos os alimentos devem ser rigorosamente higienizados para evitar a contaminação pelo coronavírus.

A rapidez com que se compartilha informações em redes sociais, hoje em dia, permite a difusão das mais variadas teorias sobre higienização de alimentos. Bernadette comenta algumas delas: “Está mais que comprovado que nem vinagre nem limão têm efeito sanitizante. A única coisa que tem efeito sanitizante é o cloro ativo, presente na água sanitária”. Por outro lado, a proposta de que o cozimento elimina o coronavírus possui base científica, já que “o vírus não tem resistência térmica”, de acordo com a especialista.

Apesar dos cuidados especiais que devemos ter nesse período, a pesquisadora aponta que tais medidas de higiene dos alimentos sempre foram recomendadas. Ela ainda destaca outros perigos, que ficam ofuscados pela covid-19, mas também apresentam grande risco: “A gente está preocupado com o coronavírus, mas esquecemos de que existem muitos outros contaminantes, você pode pegar [por meio de alimentos mal higienizados] uma gastroenterite, uma infecção alimentar”. Para mais informações, é só acessar o site do Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC).

Ouça a íntegra da entrevista no link acima.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.