O ensino nos municípios é desigual, revelam indicadores de qualidade

Dos mais de 5 mil municípios brasileiros avaliados apenas 12% apresentam alta qualidade na educação

Na coluna Reflexão Econômica desta semana, o professor Luciano Nakabashi fala sobre o indicador de desigualdade no ensino brasileiro que foi divulgado em junho e as consequências desse resultado negativo.

O indicador de desigualdade de aprendizagem, apresentado por pesquisadores da Fundação Tide Setubal, calculou, entre 2007 e 2015, o ensino em mais de 5 mil municípios brasileiros, avaliando o conhecimento de alunos do ensino fundamental acerca das disciplinas de matemática e português.

Os números não foram animadores, pois apenas 12% apresentaram alta qualidade no ensino. De acordo com o professor Nakabashi, “o primeiro passo para melhorar o ensino é saber como ele está, para que seja possível realizar medições de qualidade, equidade e desigualdade na educação, levando em consideração dados como região e nível socioeconômico”.

Para Nakabashi, a qualidade na educação produz um efeito cascata em diversos setores do País. Se as instituições de ensino podem proporcionar uma boa educação, e os alunos iguais oportunidades e acesso a ela, os resultados poderiam ser vistos na economia, uma vez que “a desigualdade de renda observada e vivida por muitos brasileiros atualmente está diretamente relacionada à desigualdade na educação”, finaliza.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Reflexão Econômica.


Reflexão Econômica
A coluna Reflexão Econômica, com o professor Luciano Nakabashi, vai ao ar toda quarta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •