O conteúdo jornalístico personalizado não amplia a experiência do leitor

O colunista teme que o conteúdo personalizado de acordo com o interesse do leitor pode limitar sua experiência ao invés de ampliar seus conhecimentos

O professor Carlos Eduardo Lins da Silva comenta seu ceticismo sobre as novas formas de personalização de conteúdo que o The New York Times vem experimentando a partir da criação do aplicativo para iPhone chamado For You, para que o usuário receba somente as notícias de seu maior interesse.

Além de questionar a qualidade das notícias sugeridas pela inteligência artificial, o colunista lembra que uma das vantagens do jornal impresso é proporcionar informações sobre assuntos sobre os quais o leitor não tem conhecimento prévio. “É isso que enriquece a experiência das pessoas”, analisa.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Horizontes do Jornalismo.


Horizontes do Jornalismo
A coluna Horizontes do Jornalismo, com o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.