O ajuste fiscal e a guerra entre política e economia

Augusto Rodrigues fala dos interesses políticos que impedem o avanço do ajuste fiscal no governo interino de Michel Temer

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Ouça a coluna desta semana de Augusto Rodrigues para a Rádio USP:

logo_radiousp790px

Foto: Beto Barata/Fotos Públicas
Foto: Beto Barata/Fotos Públicas

Augusto Rodrigues aponta que existem duas narrativas em curso na política econômica do governo interino: uma primeira apontada pelo próprio governo, otimista, que garante a queda da inflação, o aumento da confiança dos investidores e a desaceleração da queda do PIB. Há uma outra, indicada por economistas, que desconfia das medidas do governo, aparentemente pautadas exclusivamente por interesses políticos do núcleo do governo.

Rodrigues acredita que o presidente interino busca atender às demandas dos senadores, que votarão pelo impeachment de Dilma Rousseff no início de setembro. Para ele, impasses políticos devem impedir o avanço do ajuste fiscal proposto no início do governo interino e o Brasil deve viver um período de imobilidade, pelo menos até novembro.

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados