Núcleos de galáxias podem colidir e formar buracos negros gigantes

No centro de toda galáxia há um buraco negro supermassivo; como as galáxias colidem e aumentam, os buracos negros também vão se fundir

 

Um grupo de astrônomos observou os estágios finais de fusões de galáxias enquanto dois buracos negros supermassivos se aproximavam e colidiam.

O que o artigo publicado na Science está sugerindo é que os núcleos de galáxias colidindo podem se combinar e virar buracos negros supermassivos ainda maiores. Também existe a perspectiva de que a Via Láctea, nossa galáxia, se funda com outra.

Saiba detalhes ouvindo a coluna Entender Estrelas – clique no player acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.