Novos tipos de células solares são mais vantajosos

Corantes sensibilizadores podem ser boa alternativa para a geração de energia solar

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Laboratório de Fotoquímica Inorgânica e Conversão de Energia do Instituto de Química (IQ) da USP desenvolve um estudo sobre geração de energia solar que difere das maneiras convencionais. As chamadas Dye-Cells (dye sensitized solar cells) são células solares sensibilizadas por corantes que realizam um processo químico gerador de energia elétrica.

As vantagens do uso dessa nova tecnologia consistem em um melhor custo-benefício, já que as células convencionais são muito mais caras – isso devido à sua fabricação com silício, substância que deve apresentar elevado grau de pureza. Além disso, o impacto ambiental do uso desses novos dispositivos é muito menor.

Embora a eficiência das Dye-Cells, patenteadas pelo laboratório, não se equipare ainda a das células de silício, os pesquisadores são otimistas em relação ao progresso dessa tecnologia no Brasil. Ronaldo Amaral, doutorando do IQ, dá detalhes desse estudo.

Para saber mais, ouça a matéria no player acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •