Nova denúncia contra Temer configura degradação da política

Ministro Fachin determina que pedido da defesa de Temer seja analisado antes do processo ir à Câmara

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, apresentou a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. Porém, o STF precisa analisar o pedido da defesa do presidente quanto à anulação da delação da JBS. Só então a denúncia poderá seguir para a Câmara.

Segundo o professor da Faculdade de Direito (FD) da USP André Ramos Tavares, a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer representa uma acusação grave, necessitando de provas robustas para sua confirmação.

Quanto às diversas acusações contra políticos, o professor considera delicado um processo de simplificação da delação premiada, que pode resultar em acusações contra ministros e presidente sem provas robustas o suficiente.

Outro fator comentado por ele está na possível comprovação das acusações das denúncias de Janot. O professor analisa que o País vive um momento em que as lideranças estão mais ocupadas em promover sua defesa jurídica do que trabalhar para um projeto de país.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados