Nordeste versus resto do País: a balela produzida pela leitura incorreta

A professora Raquel Rolnik refere-se aos mapas eleitorais, que, diz, não conseguiram dar conta de uma realidade muito complexa

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna desta semana, a professora Raquel Rolnik propõe-se a analisar os mapas produzidos a partir do primeiro turno das eleições, os quais mostram a distribuição de votos por regiões do País, fazendo crer que houve uma oposição binária, colocando o Nordeste contra o restante do Brasil. No entanto, de acordo com a colunista, a realidade é bem mais complexa e  não pode ser reduzida e simplificada a ponto de que se chegue a construir uma narrativa que desinforma em vez de informar. Acompanhe a coluna na íntegra pelo link acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados