Nobel de Economia 2018 reconhece falhas de mercado

Os americanos Paul Romer e William Nordhaus foram os vencedores

  • 40
  •  
  •  
  •  
  •  

A premiação do Banco Central sueco deste ano foi para dois economistas que, sem abandonar radicalmente as abordagens mais convencionais, ressaltam a importância da ação estatal para enfrentar a insuficiência dos mecanismos de mercado, para enfrentar os impactos da ação empresarial sobre o meio-ambiente e sobre a produção de conhecimento. Nordhaus alertou para o modo de tributar o consumo de combustíveis fósseis para que haja alguma esperança de combater o aquecimento global. Romer destacou a necessidade de políticas públicas para promover a economia do conhecimento. No Brasil, o governo atual e o candidato que está à frente nas pesquisas apontam em sentido oposto: liberalização de desmatamento e desmanche de políticas científicas, tecnológicas e industriais.

  • 40
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados