Neuralgia do trigêmeo causa dores lancinantes na face

A disfunção do quinto nervo do crânio é responsável pela sensibilidade de um lado da face e é mais comum em mulheres

  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  

Dor intensa em um lado da face, perto do olho ou bochecha, pode ser neuralgia do trigêmeo, um nervo craniano responsável pela sensibilidade de um lado da face e pela musculatura da mastigação. Mas o diagnóstico é clínico e, como adianta o professor Octávio Pontes Neto, uma consulta ao neurologista é importante.

Essa neuralgia é mais frequente em mulheres e nas mais idosas. Está relacionada à disfunção do quinto nervo do crânio, que é o trigêmeo. O problema provoca uma espécie de curto-circuito no nervo e o paciente começa a desenvolver dor intensa de um lado da face, do olho ou da bochecha. Uma espécie de choque de curta duração, que pode durar segundos ou até minutos. Esses pequenos choques também podem se repetir ao longo do dia e impedir a pessoa de mastigar e escovar os dentes.   

Pontes Neto conta que o médico neurologista pode suspeitar da neuralgia do trigêmeo simplesmente pelo histórico físico, mas, “na maioria dos casos, é importante fazer exame de ressonância magnética ou angiografia para afastar alguma lesão que esteja comprimindo o nervo. Na maioria dos casos, não se encontra nada e é problema da própria estrutura do nervo, que parece estar relacionada ao desenvolvimento dos sintomas”.  

Sobre o tratamento, o professor explica que, como os episódios de dores “são lancinantes e de curta duração, geralmente os anestésicos comuns e os analgésicos não têm muito efeito, então o tratamento profilático é feito com medicamentos anticonvulsivantes, como a carbamazepina”. A medicação, usada de forma regular, tende a diminuir a irritabilidade do nervo e controlar as crises de dor. Casos que não respondam à medicação precisam de intervenção cirúrgica.

Ouça acima, na íntegra, o comentário do professor Octávio Pontes Neto.

  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados