Negociações entre Mercosul e União Europeia ainda são incertas

Se nada for feito com relação às negociações, Rubens Barbosa acredita que o governo e os empresários brasileiros devem rever seus interesses

Nesta semana, o embaixador Rubens Barbosa aborda as negociações entre o Mercosul e a União Europeia. Segundo ele, o governo brasileiro visa à conclusão das negociações. O Brasil promete que até 2020 haverá uma tarifa externa comum mais baixa, a fim de facilitar o comércio com o Velho Continente.

No entanto, no último dia 23, o ministro da Agricultura do governo francês fez declarações importantes: para ele, as negociações com o Mercosul são sensíveis às eleições do Parlamento Europeu, realizadas neste último fim de semana. Além disso, deixou claro que a França não ratificará nenhum acordo que prejudique os interesses dos agricultores franceses. Também citou como empecilho a questão ambiental, como, por exemplo, a ameaça do Brasil de se retirar do Acordo de Paris. As autoridades brasileiras minimizaram as declarações do ministro francês.

Barbosa acredita ainda que as novas eleições para o Parlamento Europeu farão com que as negociações com o Mercosul sejam retomadas apenas entre agosto e setembro. “Será muito difícil a conclusão dessas negociações até o final do ano” explica. Se nada for feito com relação a essas negociações, ele acredita que o governo e os empresários brasileiros devem rever o interesse nas negociações com a União Europeia. Ele enxerga a Parceria Transpacífica como alternativa para o Mercosul.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna Diplomacia e Interesse Nacional.


Diplomacia e Interesse Nacional
A coluna Diplomacia e Interesse Nacional, com o professor Rubens Barbosa, vai ao ar toda terça-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.