Nasa envia sismógrafo para desvendar interior de Marte

Astrofísico João Steiner esclarece por que alguns planetas tem mais calor interno do que outros

No último dia 5 de maio, a Nasa, Agência Espacial Americana, lançou a missão InSight, que envolve, entre outras coisas, colocar um sismógrafo na superfície de Marte, com chegada prevista para 26 de novembro deste ano.

Concepção artística da InSight aterrissada em Marte – Imagem: Nasa/JPL-Caltech

O projeto tem um orçamento que pode chegar aos 450 milhões de dólares, o que é relativamente barato quando se fala em missões espaciais. Mas qual o interesse em colocar um equipamento que geralmente é usado para registrar atividade no interior do planeta Terra, especialmente ondas sísmicas, inclusive ajudando a prever tremores?

Em Entender Estrelas desta semana, o professor João Steiner responde essa e outras perguntas sobre esta importante missão.

Ouça a coluna na íntegra no player acima.

.

.

.

Textos relacionados