“Música permite que as pessoas travem um contato consigo mesmas”

Em tempos de pandemia, marcados pelo isolamento, Marco Antonio da Silva Ramos diz que a música ajuda a alicerçar a capacidade de sobreviver na solidão

 20/08/2021 - Publicado há 2 meses  Atualizado: 25/08/2021 as 9:47
Por
O Coro de Câmara Comunicantus esteve ativo durante todo o período de quarentena, com apresentações on-line – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Lidar com o isolamento causado pela pandemia ou com as dificuldades que surgem no dia a dia não é fácil para muitas pessoas. Há quem busque na música um caminho para tornar tudo mais leve, gostoso, prazeroso. Nessa fase de reclusão, houve quem se propôs o desafio de tentar descobrir em si um talento até então insuspeito, aprendendo a cantar, tocando um novo instrumento ou simplesmente escutando muito mais música.

Marco Antonio da Silva Ramos, professor titular sênior em Regência Coral no Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP, cita que “existe música para todo estado de espírito”. Ele também conta que “houve um expressivo aumento de acessos às novas plataformas de música, vídeos musicais, que podem ampliar a visão de outras formas de fazer música, outras culturas, outros povos. Isso tudo amplia as fronteiras, o repertório, a capacidade de entender o outro. Segundo o professor, “produzir música permite que as pessoas travem um contato consigo mesmas, com seu próprio ser interior, ajudando a alicerçar a capacidade de sobreviver na solidão”. Não existe um gênero musical que seja mais indicado para quem quer se beneficiar do que a música pode oferecer, tudo depende do gosto pessoal de cada um.

Buscando amenizar e tornar agradável essa fase de desafios que a pandemia ocasionou, o professor Ramos conta que acolheu seus alunos em um ambiente de aprendizado profundo e extremo respeito pessoal. Ele destacou que as apresentações do Coro de Câmara Comunicantus estiveram ativas durante todo esse período, on-line, mesmo com todas as limitações e impossibilidades do momento. “Nós fomos buscando soluções em colaboração com os estudantes, aprendendo com eles e nos desafiando tecnológica e metodologicamente. Esse ambiente de colaboração foi relatado como acolhedor pelos nossos alunos”, lembra o professor. 


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.