Mudança de postura do governo está mais evidente, avalia pesquisador

Discurso no Fórum Econômico de Davos e tragédias ambientais como a de Brumadinho fizeram o governo repensar pautas ambientais

 13/02/2019 - Publicado há 3 anos
Por

Em meio a tantas declarações e promessas de campanhas, alguns pontos do governo Bolsonaro estão sendo revistos pela própria cúpula governamental. Com mais evidência no campo ambiental, o discurso que o presidente fez no Fórum Econômico Mundial causou surpresa. Em pouco tempo, ele deixou claro para os chefes de Estados, representantes de governos e empresários, que o Brasil preserva e está disposto a reduzir emissões de carbono e a permanecer no Acordo de Paris.

Um outro episódio, que fez o governo repensar tais mudanças no discurso ambiental, veio com a tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais. Até o momento, já são mais de 160 mortos confirmados e identificados e mais 150 seguem desaparecidos.

Região atingida pelo rompimento da barragem de Brumadinho (MG) – Foto: Isac Nóbrega/PR via Fotos Públicas

Com mudança de postura esperada por alguns analistas, quem comenta sobre isso é o Tércio Ambrizzi, professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP (IAG-USP).

“Eu sentia que isso iria acontecer. Ele (Jair Bolsonaro) não está se cercando de pessoas muito bem informadas. E, antes de assumir a presidência, deu várias insinuações de que isso (a questão ambiental) não era importante. Mas ele precisou ir até uma reunião internacional com outros líderes para ver que a discussão da sustentabilidade no mundo e as mudanças climáticas vão impactar a todos”, reflete Ambrizzi.

Veja acima a matéria completa.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.