Movimentos repetitivos podem incapacitar as pessoas de trabalhar

Marco Antônio Gonçalves Pontes Filho alerta que algumas mudanças no comportamento podem ajudar a evitar o problema

A dor é a principal característica de quem tem  alguma dessas enfermidades: Dort (distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho), LER (síndrome que inclui um grupo de doenças com sintomas como dor nos membros superiores e nos dedos, dificuldade para movimentá-los, formigamento, fadiga muscular e redução na amplitude do movimento), tendinite (inflamação de um ou mais tendões que provoca inchaço e dores) e bursite (inflamação das bursas – pequenas bolsas que ficam entre ossos, músculos e tendões).

O movimento repetitivo é o causador das lesões que chegam a incapacitar as pessoas de trabalhar. Algumas mudanças podem ajudar a evitar o problema.  Atividades  físicas, fisioterapia, alongamento e fracionamento ou interrupção desse movimento repetitivo ajudam na prevenção. Segundo Marco Antônio Gonçalves Pontes Filho, reumatologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP), muitas vezes na fase aguda da dor as pessoas são afastadas do trabalho para se recuperar.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.