Morte de Fidel Castro deixa Cuba em compasso de espera

Segundo o colunista, Fidel Castro nunca foi um ideólogo, e sim um homem de ação, sua grande marca

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

logo_radiousp_790px
.

Fidel Castro - Foto: Leslie Jones Collection/ Boston Public Library (sem data definida)
Fidel Castro – Foto: Leslie Jones Collection/ Boston Public Library (sem data definida)

Líder de um regime autoritário e fechado, ferrenho adversário dos Estados Unidos, Fidel Castro deixa em Cuba  um legado contraditório: um país pobre e enfraquecido, embora com alguns avanços sociais. À frente do governo cubano já há algum tempo, cabe agora a Raúl Castro esboçar um futuro para a nação. O embaixador Rubens Barbosa não vê grandes mudanças em Cuba, pelo menos a curto prazo, até porque Fidel já havia passado o bastão para o irmão.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados