Morte de Fidel Castro deixa Cuba em compasso de espera

Segundo o colunista, Fidel Castro nunca foi um ideólogo, e sim um homem de ação, sua grande marca

 29/11/2016 - Publicado há 5 anos  Atualizado: 26/04/2017 as 14:16

logo_radiousp_790px
.

Fidel Castro - Foto: Leslie Jones Collection/ Boston Public Library (sem data definida)
Fidel Castro – Foto: Leslie Jones Collection/ Boston Public Library (sem data definida)

Líder de um regime autoritário e fechado, ferrenho adversário dos Estados Unidos, Fidel Castro deixa em Cuba  um legado contraditório: um país pobre e enfraquecido, embora com alguns avanços sociais. À frente do governo cubano já há algum tempo, cabe agora a Raúl Castro esboçar um futuro para a nação. O embaixador Rubens Barbosa não vê grandes mudanças em Cuba, pelo menos a curto prazo, até porque Fidel já havia passado o bastão para o irmão.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.