Mobilidade urbana é problema de difícil solução em São Paulo

Para Saldiva, a educação para o trânsito devia começar nas escolas e não só no momento em que se postula uma licença para dirigir

A vida em São Paulo é difícil quando o assunto é mobilidade urbana. Nos últimos tempos, a Prefeitura tem se esforçado para regulamentar o uso dos patinetes elétricos nas ruas da cidade, procurando assim evitar acidentes envolvendo usuários desse meio de transporte e pedestres. O professor Paulo Saldiva elogia a iniciativa, mas considera que tende a ser inócua, já que não existem meios de identificação do motorista. Com isso, é uma preocupação a mais em uma metrópole em que é grande o número de atropelamentos de pedestres e, principalmente, os acidentes com motocicletas, cujo uso aumenta a cada dia, na mesma proporção em que crescem os serviços de entregas feitas por motoqueiros, que, por isso mesmo, estão expostos a um risco cada vez maior de se envolverem em acidentes.

O fato é que a mobilidade urbana é uma equação de difícil solução, requerendo a adoção de políticas de longo prazo. “A educação para o trânsito hoje devia começar não só no momento que você postula uma licença para dirigir qualquer tipo de veículo, mas sim também nas escolas”, diz Paulo Saldiva.

Acompanhe pelo link acima a íntegra da coluna Saúde e Meio Ambiente.


Saúde e Meio Ambiente
A coluna Saúde e Meio Ambiente, com o professor Paulo Saldiva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.