MEC autoriza a criação de onze novos cursos de medicina

Para professor de medicina, criação de novos cursos não melhora o atendimento da saúde à população

Onze cursos de medicina foram autorizados pelo MEC – Foto: Tiago Costa via Flickr – CC

O Ministério da Educação (MEC) autorizou a criação de onze cursos de medicina no Brasil, entre 36 que estão na fila de espera para serem abertos. São 710 novas vagas para estudantes de medicina, de um total de 2.305. Esses onze cursos foram autorizados no Sul e Sudeste do Brasil. Os 25 restantes serão instalados nas Regiões Norte e Nordeste. Em São Paulo, 430 novas vagas passarão a funcionar ainda este ano, nos municípios de Araras, Guarulhos, Mauá, Osasco, Rio Claro e São Bernardo do Campo.

Para o professor Eduardo Ferrioli, presidente da Comissão de Graduação da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, a criação de novos cursos não é a melhor resposta para melhorar o atendimento da saúde à população.

Segundo ele, existem dois grandes problemas a serem enfrentados: a qualidade do ensino oferecido nas faculdades e a necessidade da adoção de uma política efetiva de melhoria das condições de trabalho e infraestrutura, principalmente no interior do País, visando a atrair mais médicos. O professor analisa com preocupação a proliferação dos cursos de medicina. Acompanhe a entrevista com Eduardo Ferrioli, acima.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.