Marlui Miranda fala sobre músicas e culturas indígenas no “Diversidade em Ciência”

A entrevistada é pesquisadora, produtora e intérprete de músicas de etnias indígenas, além de especialista nesse gênero musical

No Diversidade em Ciência, Ricardo Alexino Ferreira entrevista a etnomusicóloga Marlui Miranda, que pesquisou, produziu e interpretou músicas de diversas etnias indígenas, objetivando sua preservação, interpretação e recriação. Ela é considerada a mais importante pesquisadora desse tipo de música do Brasil. Os seus estudos sobre a produção musical de diferentes grupos indígenas brasileiros resultaram em uma obra extensa e em vários álbuns musicais como Ihu – Todos Os Sons (1996); Rio Acima (1986); Revivência (1983); Olho D’água (1979), dentre outros.

Marlui Miranda – Foto: Ricardo Alexino Ferreira

Marlui Miranda lançou, recentemente, o CD Fala de Gente, Fala de Bicho, com músicas do povo juruna, acompanhada de músicos como John Surman, Nelson Ayres, Rodolfo Stroeter e Caito Marcondes. Atualmente doutoranda em música na ECA (Escola de Comunicações e Artes) da USP, ela também foi a vencedora do 26º Prêmio da Música Brasileira, na categoria Música Regional, como melhor cantora, e é diretora da Associação IHU Pro Música e Arte Indígenas, sendo ainda participante do Grupo de Pesquisa Línguas Indígenas Brasileiras (Linbra) da Unesp.

Em 1993, Marlui Miranda contribuiu com um projeto de lei para a proteção de direitos de autor para os povos indígenas, na revisão do Estatuto do Índio.

O Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica voltado para as ciências das diversidades e direitos humanos e vai ao ar toda segunda-feira, às 13 horas, com reapresentações às terças-feiras, às duas horas da manhã, e aos sábados, às 14 horas, com direção e apresentação do jornalista, professor da USP e membro da Comissão de Direitos Humanos da USP, Ricardo Alexino Ferreira, e operação de áudio de João Carlos Megale.

O Diversidade em Ciência é gravado nos estúdios do Departamento de Comunicações e Artes/Educomunicação, da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

A Rádio USP pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP ou pelo link http://www.radio.usp.br/?page_id=5404

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.