Marisa Midori faz homenagem a Dom Paulo Evaristo Arns

Arcebispo-Emérito de São Paulo, que faria 98 anos nesta semana, escreveu tese de doutorado sobre livros

A tese de doutorado de Dom Paulo Evaristo Arns (1921-2016) – defendida no final dos anos 50 na Universidade Sorbonne, em Paris, na França – tem como título A técnica do livro segundo São Jerônimo. Nela, Arns descreve, a partir de textos antigos, todo o processo de composição da escrita nos primeiros séculos da Era Cristã. O trabalho exigiu o estudo de vários elementos relacionados com esse processo, inclusive o tipo de suporte usado, como papiros, pergaminhos e tabuletas de cera.

Em sua coluna Bibliomania, transmitida em 13 de setembro de 2019 pela Rádio USP (93,7 MHz), a professora Marisa Midori abordou esse tema para lembrar o aniversário de Arns, que neste sábado, 14 de setembro, comemoraria 98 anos de idade. “A tese é de uma erudição ímpar”, afirma a professora. A obra já teve edições publicadas no Brasil pelas Editoras Imago, Cosac&Naify e Unesp/Imprensa Oficial/PUC-SP.

Nascido em Forquilhinha (SC), Dom Paulo Evaristo Arns foi arcebispo de São Paulo entre 1970 e 1998. Nessa função, tornou-se uma das principais vozes de resistência à ditadura militar (1964-1985) e em defesa dos direitos humanos. Foi um dos organizadores do livro Brasil: Nunca Mais, lançado em 1985, com relatos de torturas praticadas durante o regime militar.


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.