Marcelo Alves fala sobre os aromas do vinho

Colunista: “Ninguém é obrigado a decifrar os aromas (do vinho), o importante é gostar”

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
SANTIAGO, CHILE - fevereiro de 2010 - Barris de carvalho na visita a vinícula Casas del Bosque.
Barris de carvalho – Foto: Divulgação

O vinho e seus aromas é tema da coluna “Um Brinde de Conhecimentos”, do enófilo Mauro Marcelo Alves. Ele revela que a bebida possui três níveis de aroma: primário, oferecido pela própria uva; secundário, proveniente da fermentação; e terciário, que se origina do processo da maturação dos vinhos nos barris de carvalho, o que faz com que incorporem as características da madeira.

Todos os barris de carvalho usados no envelhecimento do vinho são queimados por dentro, e o vinho, em contato com a madeira, adquire o cheiro e o gosto desta, que são múltiplos e variados.

 

logo_radiousp790px

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados