Mão de obra despreparada é desafio para o Brasil

Estudo revela ser preciso capacitar mais de 10 milhões de trabalhadores industriais até 2023

Além de sair de uma das piores crises econômicas da história do País, segundo analistas, o setor industrial precisa se deparar com outra difícil realidade: a de ter pela frente uma mão de obra despreparada para os novos tempos.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) fez um diagnóstico desse quadro e apontou que o desafio do Brasil é capacitar mais de 10 milhões de trabalhadores industriais até 2023, segundo o Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023.

“Só com a capacitação o setor industrial vai ter condições de retomar a pleno vapor suas atividades pós-crise. Enquanto a automação tecnológica ocupa cada vez mais o protagonismo nas linhas de produção, o trabalhador precisa se reciclar e capacitar para lidar com as novas demandas”, analisa o professor Alberto Borges Matias, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP. 

Segundo Matias, a crise inibiu investimentos do setor industrial tanto em automação quanto em capacitação profissional, mas o cenário atual aponta para a recuperação do tempo perdido. O professor concorda que a capacitação de trabalhadores industriais atende a uma demanda atual e que é preciso cobrar qualidade na educação básica para melhor formação das futuras gerações.

 Ouça no link acima a entrevista na íntegra.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.