Mal-educado, Reizinho Mandão publicava leis sem sentido

Personagem de Ruth Rocha surgido em 1978 é um dos grandes personagens da história editorial brasileira

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Reizinho Mandão – personagem de Ruth Rocha que apareceu pela primeira vez no livro infantojuvenil de mesmo nome, publicado em 1978, pela Editora Pioneira – nasceu mandão, era mimado e se tornou um príncipe muito mal-educado. Quando assumiu o trono, o reino caiu em profunda tristeza, pois ele imediatamente passou a publicar leis sem o menor sentido, como “É proibido dormir de gorro na primeira quarta-feira do mês” e “Fica terminantemente proibido cortar a unha do dedão direito em noite de lua cheia”. Depois ele passou a espalhar “cala-boca”. Foram tantos “cala-boca” que o povo ficou mudo.

Um dos grandes sucessos da história editorial brasileira, o Reizinho Mandão foi o tema da coluna Bibliomania, da professora Marisa Midori, transmitida no dia 7 de junho de 2019 pela Rádio USP (93,7 MHz). Ela é a primeira da série de três colunas intitulada Personagens que marcaram a história editorial brasileira.

Ouça no link acima a íntegra da coluna.


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •