Luli Radfahrer explica o que são Smart Grids

A tecnologia de medição de energia deve otimizar o consumo e reduzir gastos no futuro

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe na íntegra a coluna “Datacracia”:

 

Foto: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

Smart Grid, segundo o professor Luli Radfahrer, é o nome que se dá à medição da energia elétrica através de sensores inteligentes.

Uma comparação entre o consumo de energia elétrica e o consumo de dados telefônicos simplifica a questão: empresas de telefonia conseguem identificar os momentos em que chamadas foram realizadas e para quem foram feitas, enquanto companhias de fornecimento de energia elétrica geralmente só têm acesso ao consumo total mensal.

Sabendo que, em zonas residenciais, o consumo de energia é extremamente baixo durante a tarde e elevado durante a noite – e que o inverso ocorre em regiões empresariais e industriais -, os Smart Grids operam para distribuir de maneira mais eficiente a eletricidade. Radfahrer comenta que esses equipamentos possibilitarão, em um futuro não tão distante, a integração de fontes de energia. Isso significa que uma residência que capta energia solar (mas não a usa totalmente) poderá vender o excedente para otimizar a utilização de energia.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados