A Lua está encolhendo e especialista explica as consequências para a Terra

O processo é gerado pelo resfriamento do satélite. Em centenas de milhões de anos, a Lua encolheu cerca de 50 metros

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Nasa (National Aeronautics and Space Administration) divulgou um estudo que afirma que a Lua, satélite natural da Terra, está em processo de encolhimento. Desde sua formação, há centenas de milhões de anos, a Lua encolheu cerca de 50 metros em seu diâmetro.

Foto: Henrique de Abreu Piccolo via Flickr-CC

Uma das causas para esse encolhimento é o processo de resfriamento. O calor que o satélite possuía está se dissipando e, com isso, a Lua vem se “enrugando”. As fissuras geradas por esse processo, junto com a composição quebradiça do satélite, causam os chamados “lunamotos”, abalos sísmicos na superfície que podem chegar a 5 na Escala Richter.

O professor Roberto Dell’Aglio Dias da Costa, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, explica como ocorre o encolhimento lunar e quais sãos os impactos disso para a vida na Terra.

Ouça a reportagem no player acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados