Livro apresenta depoimentos de ódio manifestados em redes sociais

Eventos como a invasão policial na Cracolândia e a morte de Marielle Franco receberam comentários impactantes

  • 42
  •  
  •  
  •  
  •  

Na edição de hoje, o professor Guilherme Wisnik comenta sobre o lançamento do livro Odiolândia, de Giselle Beiguelman. A obra é resultado do garimpo, feito pela autora, de comentários das pessoas, em redes sociais, sobre a invasão policial da Cracolândia em 2017, a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes e o desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, no largo do Paiçandu, em São Paulo.

Segundo Wisnik, é um livro em forma de cordel que faz parte da série Pandemia. “São livros baratos e pequenos, só grampeados, com um conteúdo de ativismo de intervenção na cena política brasileira atual.”

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Espaço em Obra.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 42
  •  
  •  
  •  
  •