Liberdade de imprensa está sob ameaça em várias partes do mundo

Para Carlos Eduardo Lins da Silva, não há o que comemorar no Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail


.
No último dia 3, comemorou-se o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. O colunista Carlos Eduardo Lins da Silva comenta, porém, não haver motivos para comemoração. De acordo com ele, poucas vezes na história a liberdade de imprensa esteve sob graves ameaças em tantos lugares diferentes do mundo como ocorre hoje. Ele cita como exemplos mais notórios os casos da Turquia, Venezuela, China, Rússia e até dos EUA, onde o presidente Trump ameaça introduzir novas leis capazes de punir com rigor e rapidez aquilo que possa ser considerado crimes de imprensa.

No Brasil, pelo menos uma boa notícia, com a anunciada instalação do Fórum Nacional do Poder Judiciário e Liberdade de Imprensa, assim como uma decisão, que também vem do Judiciário, no sentido de que a Justiça não pode determinar a retirada do ar de blogs e sites, sob pena de impedir a atividade jornalística.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados