Jornalismo de dados exige novas competências profissionais

Para Lins da Silva, jornalistas precisam cada vez mais saber trabalhar com bancos de dados massivos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No início de julho, as agências de notícias ANSA, da Itália, AFP, da França, e DPA, da Alemanha, lançaram um site de notícias que pretende contextualizar os temas mais importantes em pauta na Europa. É mais um exemplo do que tem ficado conhecido como “jornalismo de dados”, tema desta semana da coluna do professor e jornalista Carlos Eduardo Lins da Silva.

Ele comenta não só as iniciativas que vêm sendo feitas na área, mas também as novas habilidades que os jornalistas precisarão desenvolver em relação a esse quadro que se apresenta.

Ouça na íntegra.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados