Investimento na malha ferroviária é importante para economia

Professora da Poli conta que negligência com os trilhos afetou a competitividade e o desenvolvimento do Brasil

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail


.
Nos anos 1950, uma decisão política brasileira priorizou a expansão das rodovias em detrimento das ferrovias. O objetivo era atrair a indústria automobilística para o País. A falta de investimento resultou em uma diminuição da malha ferroviária brasileira atual em relação a 70 anos atrás.

Segundo a professora e vice-diretora da Escola Politécnica da USP,  Liedi Legi Bariani Bernucci, essa negligência prejudicou a infraestrutura brasileira. Ela explica como a falta de uma malha ferroviária com interligações efetivas prejudica o transporte de grãos e acarreta prejuízos para esse setor.

Em um momento de crise econômica e dependendo de grandes recursos, a expansão da malha ferroviária depende de investimento público e privado, diz a professora. Ela esclarece que, apesar do grande investimento necessário, esses recursos poderão retornar com a economia que o transporte ferroviário irá gerar.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e da Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela Internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados